Solto ex-tenente que matou universitária maranhense em Teresina


Já encontra-se em liberdade o ex-tenente do Exército José Ricardo da Silva Neto, que confessou ter atirado e assassinado a universitária maranhense Iarla Lima Barbosa , 25 anos, na Zona Leste de Teresina, em 19 de junho do ano passado. Na época, ele era tenente das Forças Armadas e ainda atirou na irmã da vítima, que saiu ferida e numa outra colega dela.

A decisão pela soltura foi determinada pelo juiz Antônio Noleto, da 1ª Vara do Tribunal do Júri do Piauí. O assassino não pode se ausentar temporariamente do município e terá que comparecer aos atos do processo quando for intimado. Ele também ficou proibido de frequentar casas noturnas.

Mesmo o crime sendo considerado feminicídio e praticado de forma cruel, com requintes de perversidade, o juiz se baseou no bom comportamento do assassino durante poucos mais de seis meses que ele passou preso para determinar a soltura, assim como o fato de ter bons antecedentes.

Em 19 de junho de 2017, durante a madrugada, o então tenente e Iarla, com quem ele namorava faziam uma semana de namoro, saíam de um bar e mais duas jovens ( a irmã e uma amiga). Houve uma forte discussão entre eles, quando o militar sacou de uma arma 380 e atirou nela e nas duas.

Natural de Eugênio Barros no Maranhão, a jovem fazia universidade em Teresina e estava residindo em Timon. A família dela não gostou da soltura do criminoso, mas o promotor do caso disse que vai recorrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: